sábado, 20 de março de 2010

Bom Ano... Feliz Carnaval... Fantástico Encontro de Taizé... Continuação de uma boa Quaresma...


Incrível como o tempo passa...


Hoje passei por cá porque já não me recordava da última vez que cá tinha vindo. Tinha saudades.


Sabem... tinha muito para contar, mas gosto de partilhar o que vivo no momento, por isso o início do ano, o carnaval, o encontro de Taizé no Porto, a nova obra (que está quase a terminar), entre tantas outras peripécias e maravilhas que me têm acontecido neste início de ano... parece que já não têm o mesmo sabor se as partilhar.



Olhem, é por isso que hoje vim cá... foi após uma noite/dia de trabalho, no calor de um cansaço tremendo que recebo uma notícia que me deixou...


...

..

.


SIM, deixou-me assim sem saber o que dizer... o que sentir...


Imaginem que têm alguém muito especial na vossa vida que, por diversos motivos sente necessidade de se afastar de vós. Passa ano e meio sem que tenhas qualquer tipo de notícia dessa pessoa até que, por terceiros, recebemos a seguinte notícia...
"O pai dessa pessoa especial morreu!?"



O que dizer? O que sentir?


Foi com surpresa e em choque que ouvi tudo aquilo. Sabem... não sei bem como gerir tudo isto.


Sabem... se essa pessoa é especial, o pai dela também o é... e o mesmo continua a acontecer com a mãe, a irmã, os amigos...


Hoje não sei o que dizer... se interiormente me sinto bem, e a forma como lido com a morte ajuda-me a celebrar o dom da vida... há também um sentimento de tristeza, de surpresa, de choque... como é que é possível ter acontecido tudo isto e ter-me passado ao lado?



Bem... hoje quero somente deixar aqui neste cantinho a minha homenagem a um grande homem, a um excelente pai, a um maravilhoso amigo...

Não sabendo o que dizer aos que por cá ficaram, partilho com eles o meu silêncio, o meu carinho, o meu amor por tudo o que vivi com essa pessoa...



Tema de conversa é o que não falta mas... hoje fico-me pelo silêncio... um silêncio vivido de uma forma bem diferente da que tenho feito nos últimos meses.



OBRIGADO a todos vós por me ajudarem a ser quem sou.


Quanto a ti... um beijo, alegra-te por saber que a morte é somente o parto definitivo para o tempo sem tempo, um tempo que não tem fim, que não se esgota, não se gasta, não se consome... um tempo onde tudo é fresco, bom, novo, saboroso...

Sê feliz pela FESTA que ele vive neste momento junto do Pai.


Até já...
P.S.: Não preciso de te dizer que continuo aqui a apoiar-te. Força... Levanta-te... VIVE. Este é apenas mais um desafio.

2 comentários:

maybe disse...

I'm appreciate your writing style.Please keep on working hard.^^

Anónimo disse...

Truz, truz... não me digas que vais deixar passar o ano 2010 sem escrever mais nada, nadinha!

Opá... assim não vale! :(
Beijinhos

Sónia